A mais recente campanha da Skycop ilustra um dos problemas mais graves enfrentados pelos passageiros aéreos europeus: a reivindicação de uma recompensa, sua por direito, por voos com atraso, overbooking ou cancelados. O objetivo desta campanha passa por alertar as pessoas relativamente a este problema e informá-las do seu direito de reclamar.

Só no mês de dezembro do 2017, a Skycop registou 54 voos cancelados pela TAP Air Portugal. A companhia aérea portuguesa acumulou uma dívida de 2,5 milhões de euros a cerca de 6 450 pessoas. A TAP não está a ter a melhor atitude no que diz respeito às compensações dos seus passageiros e, por isso, a Skycop apresenta uma campanha com o objetivo de alertar todos os consumidores sobre os seus direitos.

Para Marius Stonkus, CEO da Skycop, “é importante que todos os passageiros tenham consciência dos seus direitos e de que é da responsabilidade das companhias aéreas europeias recompensar os seus passageiros. O problema persiste pois muitas companhias continuam a fechar os olhos às reclamações efetuadas pelos seus passageiros, afirmando que irão pagar ou que estão a resolver o assunto, quando na realidade nada fazem para compensar quem deve ser compensado por direito. É fundamental que as pessoas percebam a dimensão desta problemática e que esteja cientes de que as companhias aéreas são obrigadas pela UE a efetivar a indemnização”.

A campanha está agora a decorrer em 59 estações de metro distribuídas pelas cidades de Lisboa e Porto. Estações como Cais do Sodré, Oriente e Campo Grande são alguns dos exemplos das estações onde a campanha foi implementada na capital portuguesa. Trindade, Sete Bicas e São Bento são alguns dos exemplos das estações de metro da Invicta onde é possível ver esta campanha. Os hashtags #beheardnotseen e #beheardnotignored acompanha a campanha, que está presente nas redes de metro desde a passada quarta-feira, e é possível ver os mupis da campanha até 5 de dezembro.

No Natal todos queremos estar em casa em segurança com os nossos familiares. Numa altura de milagres natalícios, o nosso desejo é que o milagre da TAP aconteça, e que as compensações se concretizem.

A Caixa Negra: O assédio, os abusos e as agressões sexuais a 10 mil metros de  altitude
Próxima publicação

A Caixa Negra: O assédio, os abusos e as agressões sexuais a 10 mil metros de altitude