Apenas uma companhia vai ao encontro de todas as suas expetativas, a SkySanta Airlines – Companhia Aérea do Pai Natal –: está sempre a horas, não deixa o mau tempo atrapalhar o tráfego aéreo e não cobra nada pelos seus sonhos. O resto não é tão sonhador… No entanto, a Skycop importa-se com o que os passageiros pensam sobre os transportes aéreos, e por isso publicou, semana após semanas, durante todo o outono, questionários com o objetivo de descobrir a companhia aérea perfeita.

A pesquisa foi um verdadeiro internacional affair. Recebemos comentários de leitores da Alemanha, Bulgária, Chipre, Croácia, Espanha, Estónia, Grécia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Lituânia, Polónia, Portugal, Reino Unido e Roménia. A pesquisa envolveu homens e mulheres com idade compreendidas entre os 18 e os 65 anos.

Em setembro, foi feita uma simples pergunta aos entrevistados: se pudessem mudar apenas uma coisa no seu voo, escolheriam mais espaço para as pernas ou um banco confortável reclinável para dormir? Uma esmagadora maioria – 72% dos entrevistados – escolheu o assento confortável. Foi algo que pessoas de todas as idades e sexos concordaram: se o banco não for confortável, o espaço adicional para as pernas não ajudaria de maneira nenhuma.

Outra questão que se colocou, ainda na temática dos bancos de avião, foi relativamente às preferências na escolha do banco e lugar no avião: gostaria de um assento mais largo e confortável, ou de uma janela maior para vistas panorâmicas? A maioria – 66% – escolhia um lugar maior, um sonho que as companhias aéreas não estão a concretizar quando continuam a tentar diminuir os lugares. As restantes pessoas – na maioria jovens – gostariam de ter janelas maiores. A Skycop acredita que como ainda não têm tempo de voo suficiente, precisam de janelas tão grandes como é a sua curiosidade!

A pergunta seguinte foi dedicada à experiência de voo. A questão tinha o objetivo de apurar se as pessoas prefeririam ter um tempo de espera mais longo no aeroporto, se isso garantisse que não haveria atrasos – ou gostariam que os voos fossem cancelados imediatamente, em vez de atrasar? Quatro em cada cinco escolheram a primeira hipótese, preferindo voos certos ao invés de mais tempo de espera. No entanto, um em cada cinco homens – maioria mais velhos – prefere que os voos sejam cancelados em vez de fazer as pessoas esperarem mais tempo no aeroporto. Eles consideram que já fizeram a sua parte ao esperarem o tempo previsto!

Também foi colocada uma pergunta um pouco mais esotérica. Quando dada a opção de escolher entre não receber mais publicidade de duty free ou não ter mais limitações quanto à bagagem de mão, três quartos dos inquiridos escolheram a última opção. No entanto, muitos homens odeiam tanto os anúncios de duty-free que esta opção se sobrepõe ao seu desejo de se importarem com as malas.

Havia, no entanto, uma questão que realmente dividia o público. Fez-se escolher entre ter os mais recentes blockbusters disponíveis durante o voo ou ter comida grátis. Acontece que a fome supera o tédio, mas não por uma margem muito ampla. 58% – na sua maioria jovens – prefeririam comida de graça, enquanto 42% gostaria de ver os filmes mais recentes.

Todos nós sabemos que a viagem seria muito menos chata se tivesse constante acesso à internet. É por isso que foi questionado se as pessoas gostariam de ter Wi-Fi gratuito durante o voo, ou se preferiam poder fazer chamadas. Quase não houve competição: 88% das pessoas de todas as idades e sexos gostariam de ter um pouco daquele tão desejado Wi-Fi nas alturas. Aparentemente, apenas cerca de um em dez passageiros – principalmente os mais velhos – gostariam de poder conversar com pessoas por meio da prática antiga: os telefones.

Numa pergunta menos fútil, os questionados puderam responder se os esforços das companhias aéreas para reduzir as mudanças climáticas e reduzir a poluição do ar eram importantes. Quase dois quintos disseram que sim, mostrando que se importam se a companhia aérea está a trabalhar para não transformar a Terra numa bola de fogo ou não. Sem surpresa, a resposta foi mais popular entre os mais jovens.

Outra pergunta relevante foi se concordariam em pagar mais para voar com um piloto bem pago e bem descansado ou se gostariam de economizar com o custo de voar com um piloto menos experiente. 77% dos passageiros – principalmente europeus do Leste – disseram que pagariam mais para apoiar as boas condições de trabalho dos pilotos. Curiosamente, os europeus ocidentais foram dominantes entre os 23% que não se importam com os pilotos e tripulações. Já lá vai o tempo de uma civilização ocidental ideal, focada em mudar a vida das tripulações aéreas!

Então, se a companhia aérea perfeita fosse criada, para competir com a SkySanta Airlines, fosse construída de acordo com as respostas das pessoas entrevistadas, teria que ter os seguintes requisitos: bancos confortáveis, alimentação e Wi-Fi ilimitados, bagagem ilimitada e uma tripulação bem remunerada. A companhia aérea teria também que ter em conta questões ambientais, e trabalhar em sentido da sua prevenção.

No entanto, não existe uma companhia aérea perfeita. E as companhias imperfeitas continuam a ter passageiros que sofrem com atrasos, cancelamentos e overbooking nos voos. Se passar por uma experiência semelhante, não precisa de se preocupar, pode solicitar uma compensação de voo de maneira rápida e fácil aqui, com compensações de até € 600, pode efetivamente comprar comida de avião!

Como aproveitar a época alta, na aviação
Próxima publicação

Como aproveitar a época alta, na aviação